Solidão é pretensão de quem fica
escondido
Fazendo fita

26.9.09

17.9.09

Sopraqui




E no desejo me desobedeço

Do que eu tenho

Acentos comportados, pontuação discreta, significados descomplicados...
Eu tenho essas emoções leves tambem. E este é o segundo mais longo entre um ponto e outro.
-

Será que se eu disser que meu coração possuí a densidade de todos os amores do mundo, ficará mais fácil de compreender?

-
Cinema mudo
Os joelhos encontravam-se por debaixo da mesa e a chuva continuava lá fora

entrega.

E tudo que eu quero é uma dose dupla pura de entrega. Daí eu fico aqui pensando se o tal cara que vai me ver chorar e gargalhar na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza está perdido em algum planeta distante jogando vídeo game, escalando algum vulcão inativo em netuno ou mesmo salvando a última espécie de ET de costas verde. Não, de maneira alguma que eu deseje o cara perfeito (como algumas mulheres), adoro as imperfeições. Prefiro aquele que acorda no domingo com a barba por fazer, que leia Vinicius de moraes sem medo de ser piegas, que sua ao jogar futebol...Porque eu bebo cerveja, leio um bocado e não sei se vou casar de branco. Sabe como é.
É preciso coragem, mas de forma alguma perfeição. Daí eu te pergunto -quer ter meu coração quente para amar?

12.9.09

10.9.09

10 de setembro

Eu estou correndo em velocidade máxima pra dentro de mim. Direto
no ponto, no eixo...direto em mim.
Vou me instigando, me descobrindo, fazendo de mim o que sou sem vergonha nenhuma. Inteira em qualquer lugar.
-A ela, metade não é
suficiente.
Eu nunca falei tão avassaladoramente só com os olhos
Eu nunca fui tão livre
Eu nunca morri e renasci tanto
Eu nunca fui tão pecadora e tão cuidadosamente louca
Nunca fui tão instigante como sou agora
Alias, eu nunca me perdoei e acertei tanto
Nunca quis tanto como quero agora
Nunca me escancarei dessa maneira
Tão leve e tão forte assim, sem receio de julgamentos
E nunca fui tão minha, tão pele, tão vida.
-nada seria mais verídico hoje, do que essa nudez explícita-