Solidão é pretensão de quem fica
escondido
Fazendo fita

24.5.09

Decoração

Se não posso falar mais alto. Se não consigo fazer você me escutar... Numa alusão a minha ira, deixo registrado nessa parede branca em meio a nossa sala, em meio a nossa briga usando um daqueles pillot preto de marcação grossa, todos os xingamentos que sei e que já não me cabem mais. Todos destinados a você. Todos destinados a gente. Em uma tela tranformo essa parede. E rabisco todo o meu descontentamento, todas as suas fraquezas. Com franqueza pincelo todas as minhas certezas, as minhas defesas, as minhas tristezas. Sem margem. Sem moldura. Sem prisão.
Para que eu não me esqueça. Para que você não esqueça. Para que nossos amigos não se esqueçam.
E transformo em arte a nossa briga de casal. Tem gente que acha sexy... Voilá. Uma bela e autêntica parede na sala de estar.

Um comentário:

  1. A arte imita a vida..!?
    Ou a vida imita a arte.?

    ResponderExcluir

Fale o que pensas... Ja que me olhas